Primeira luta

copajj16a
Primeira competição de Jiu jitsu que participei.

A foto mostra o momento que descobri que havia ganhado, até então a adrenalina não me permitia discernir mais nada apenas me estimulava a agir com receio de perder. O esporte é uma experiencia extremamente agradável e mas a competição em si tem um efeito fora do comum no meu estado de espirito, é bem intenso.

A semana que antecede a competição já é toda diferente, eu fico completamente desconcentrada na vida e focada em buscar e solucionar possíveis duvidas sobre os mais diversos contextos de luta para me sentir mais segura, o que não acontece. Nessa fase qualquer erro é indicio que eu não estou preparada para lutar e qualquer acerto não é mais que obrigação. Você fica avaliado e reavaliando gastos e os pontos positivos/negativos de perder ou ganhar.

Amanhecendo no dia da luta, não sei se é o mais comum, mas bate um arrependimento de se meter nessas coisas, se arriscar, possibilidade de lesão enquanto podia estar dormindo. Tem que pensar bem na alimentação que não pode ser muito, mas tem de ser suficiente para que você tenha energia. Já levando de má vontade, nível de sociabilidade zero, ansiedade, nervosismo tudo acompanhando, de certa forma mascarado, por um silêncio profundo.

Chegando ao local de competição e encontrando competidores em estado similar ou talvez pior, um pouco, bem pouco, do nervosismo se dissipa. Algumas lutas já estão acontecendo, equipes se concentrando e começa uma profunda busca visual por possíveis adversárias. Sensor baixinhas de faixa branca ligado, fui informada que haveria apenas uma luta na minha categoria, começa a torcida mental que minha adversária seja uma daquelas que demonstravam maior insegurança. Não era.

Em meio a ansiedade, vestindo kimono, alguns nomes sendo chamados, pesagens e lutas acontecendo até que minha categoria é convidada para pesagem e eu descubro que a minha adversaria é a garota concentrada e de expressão segura, pelo menos é simpática. Houve a pesagem, os kimonos foram conferidos, minha fitinha do Senhor do Bonfim, que a tempos eu aguardava arrebentar naturalmente, foi arrancada. E dai em diante foi um vai pra cá e pra lá confuso e rápido e quando dei por mim já estava sendo empurrada para o centro do tatame.

Obvio. Nem preciso dizer que a primeira coisa que me veio a cabeça foi correr, mas nem tinha reação, então o jeito foi ficar. Todo mundo cumprimenta todo mundo e luta iniciada. Do nada a oponente já me seguro o kimono me deixando com o senso de urgência acesso, uma pegada firme, hora de agir. Me ensinaram que eu tinha que derrubar de cara, usando a maneira que eu tivesse maior habilidade, e foi o que tentei.

Não sei se  me faltou técnica ou sobrou técnica do outro lado, se hesitei ou me antecipei, mas não deu certo. Eu que fui para derrubar e fui derrubada, lá se foram dois pontos. Entretanto, dizem que é na crise que surgem as oportunidades, no meu caso um pico de adrenalina e irracionalidade me fez, sem saber dominar a luta dai para frente. Percebi duas montadas que eu sabia que já recuperava os pontos da queda, porém além disso não tinha nenhuma outra convicção.

Montei, raspei, fiz guarda e quase arrisquei pegar omoplata, sem consciência alguma. Depois da primeira montada consegui ouvir a torcida gritando, muito, cada vez mas. E isso me fazia achar que eu podia estar perdendo, realmente não me passou pela cabeça olhar para o telão para saber sobre tempo e pontuação nem eu achei que havia alguma chance de no meio de tanta agitação entender algum gesto de juiz.

Fim da luta, o juiz levantou meu braço, a equipe se manifestava ativamente e eu descobri que ganhei, até voltei a respirar. Descabelada, com a respiração completamente irregular, tremendo, surpresa, assustada e vitoriosa. Saindo da área de luta me contaram eu havia feito mas de vinte pontos contra os dois iniciais da queda. E e mal sabia o que estava acontecendo. Fui para a casa com um medalhão no pescoço, satisfeita e sem entender nada. E assim foi minha estreia em tatames de competição.

\o/

 

Anúncios

Um comentário em “Primeira luta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s