Contra todas as evidências

Racionalidade e frieza sempre marcaram a minha personalidade. Ainda assim tenho a habilidade de sempre experimentar o lugar do outro e consequentemente seu ponto de vista e isso muda tudo. Quem me vê de longe pode me enxergar como mercenária, bruta e forte, assim que gosto de ser vista. Até porque só eu sei o quão pode ser difícil assumir outra forma e perceber a dor dos outros e entender até aquilo que não me agrada.

Escrevo como desabafo, a respeito de algo que ainda não entendi. Os sentimentos insistem em contrariar o que todo mundo vê. É eu prefiro errar a contrariar o que sinto. Ninguém parece ter posse de todas as informações necessárias, ninguém é capaz de pesar aquilo que não sentiu. E no final, todos os caminhos misturam dor e felicidade, não há outra opção.

O doce acentua o gosto azedo, só sabe o que é bom quem já experimentou o ruim. A saudade e a nostalgia só aparecem quando os momentos vividos foram felizes. Poupamos, protegemos e evitamos a troco de que? O mundo gira, a vida vem e vai e hesitamos temendo o futuro inadiável. Queria a sabedoria de não temer e força para evitar e superar os bloqueios que me acometem.

Quanto aos erros, opto por comete-los quanto for necessário, caso seja o desejo da minha alma. Nunca vai ser a melhor opção contrariar o que sinto. Nunca vai ser a melhor opção evitar a dor. Enquanto os conselhos não tiverem a capacidade de vestir todo o passado, de carregar tudo de sentimento que se viveu, não conseguiram calcular tudo que se está em jogo.

Se for apenas mais um erro, saberei que foi estritamente necessário para meu crescimento. E se doer, me torno mais resistente a dor e enquanto a decisão for baseada no que sinto, não haverá arrependimento. Não consigo evitar pensar que o destino não traçou essa teia de aranha de vidas a toa. Se só eu enxergo evidencias nas minucias, ou se são apenas paranoias fictícias, irei descobrir tentando.

Até porque há sentimentos que marcam, historias que nos formam. E não há mais como separar quem eu sou do que se passou, pois tudo contribuiu e me moldou. Se sou inteiramente satisfeita com quem me tornei é consequência de todos os acontecimentos e pessoas que me obrigaram a mudar, através de erros e acertos, com ou sem dor. E o que doeu só aumentou a satisfação de mais um obstaculo ultrapassado.

Hoje, amanha ou depois quero ler sorrindo e lembrando das dificuldades. Se houveram lagrimas se traduziram em lagrimas de alegria sempre. É que bonito é a resiliência e a capacidade de resistir aos ventos e tempestades. Toda a vida é uma sucessão de escolhas que não temos como prever se darão certo ou errado. A convicção de escolher com coração facilita a paz de ouvir as necessidades mais intimas.

Posso ser considerada cabeça dura, e sou, o problema é que meus sentimentos falam pouco. E quando falam, falam alto, gostam de se impor e não aceitam não como resposta. Sou fiel a eles, que são sinceros, que se preocupam com quem gostam. Que se colocam no lugar dos outros, aceitam características diferentes e estão sempre dispostos a aprender com próximo.

Eu não entendo como

dentro da minha racionalidade

isso pode dar certo.

Enquanto há unanimidade

apontando outro caminho

meu pensamento irrequieto

diz que vê mais de perto

e insiste no oposto.

Eu que já não faço gosto

de seguir sempre

aquilo que me é proposto

apoio logo a rebelião.

Não me peça para dizer

que a dúvida se aquieta

está aqui latente

que de forma imponente

me faz apelas pra versos.

A vida fazendo arte,

o poeta acordado aos gritos

pela alma que requer consolo.

Que bom é derramar versos

que não incham olhos

e acalmam tempestades.

Enquanto dorme a cidade

as ideias insistem em pairar

mas uma hora dessas

onde houver amor

as coisas irão se acertar.

 

Anúncios

4 comentários em “Contra todas as evidências

  1. Raramente comento por aqui, Anna, mas apenas porque seus textos são tão incríveis que não tenho palavras adequadas para elogiá-los.
    Mas desta vez, tenho que dizer pelo menos isso: wow!
    Olha, você escreve tão bem que chega a ser surreal, e aqui, moça, nessas palavras que acabei de ler, você conseguiu de alguma forma se superar! Mas como se chamaria algo que superou a perfeição? Prometo que quando descobrir, volto aqui e edito esse comentário (:

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s