Hult Prize

Não há como negar o quão vaidosas somos por fazer parte da geração que vai mudar o mundo. Realmente sentimos a satisfação de fazer parte de discussões tão importantes, de ter tanta paixão ao apresentar nossa ideia, de querer proporcionar para as pessoas aprendizado que foi relevante em nossas vidas, da forma que aprendemos para que outras pessoas sintam o poder de experiências incríveis.

Somos 4 meninas, latinas, de classe média baixa, com disposição, com sonhos, com paixão, história, força de vontade e garra. Contamos com apoio da nossa universidade para conseguir participar da competição fora do país. Algumas de nós voaram pela primeira vez de avião, outras saíram do país pela primeira vez. No geral tudo tinha o gosto de novidade.

E compartilhar momentos, fotos, expectativas com países diferentes, culturas diferentes, jovens de diversas oportunidades, falantes de diferentes línguas com um objetivo comum de apresentar ideias, de melhorar o mundo, de entender problemas e possibilidades de solução. Como é incrível participar de tudo isso.

Administramos o nervosismo, os ensaios, as expectativas. Nós preocupamos com a formalidade do evento e das roupas escolhidas. Com as comidas condimentadas e repletas de pimenta. Com as diferenças culturais de outras equipes, seus jeito, suas linguagens e hábitos. Que interessante dividir pontos de vista, contar um pouquinho de nós, conhecer um pouquinho de tanta gente.

Chegamos a competição confiante e focadas apesar da ansiedade mil. Apresentamos com coerência e paixão e mostramos quão idealistas e apaixonadas pela ideia somos e o quão estamos dispostas a trabalhar para torna-la realidade. Na parte da tarde foi a hora de assistir outras apresentações e falar um pouco sobre nossos pontos de vista acerca de outras ideias.

E bom, o resultado só sairia a noite, tivemos que manipular a ansiedade de saber se apresentaríamos de novo como finalistas. Perguntávamos da ideias de outros grupos para tentar imaginar competidores, torcer, incentivar. Por dentro estávamos confiantes e temerosas, extremamente desejosas da próxima etapa, curtindo cada momento e sonhando com futuro.

Fomos selecionadas entre as 6 finalistas da noite, nossa ideia foi apresentada novamente em seis minutos e teve quatro minutos para responder perguntas. Novamente as perguntas circulavam a respeito da capacitação da equipe, sobre o financeiro da empresa, como ganha dinheiro, sobre como adquirir a plataforma e questões de segurança.

Depois da apresentação de todos finalistas os jurados se reunirão no que pareceu ser uma eternidade. E ficamos aguardando o resultado. Mais de uma hora depois eles reapareceram. Não ganhamos o primeiro lugar, iremos nós preparar para repescagem. Recebemos feedbacks com pontos de melhora. Descobrimos que conquistamos um polêmico segundo lugar.

Alguns jurados não concordaram com resultado e houveram três rounds de votação e em dois deles ficamos empatados com a equipe escolhida para o primeiro lugar. Uma equipe de 4 meninos, de uma universidade tradicional do Canadá, com uma ideia relacionada a ajudar na reinserção social de detentos, pagando fiança e dando oportunidade nos mercado, evitando o desemprego desse público.

Choramos pela situação, faltou tão pouco. Os jurados que viram na nossa ideia uma oportunidade de negocio nos incentivaram, parabenizaram e fizeram prometermos que não desistiremos. E realmente, não desistiremos, Brasileiras, latinas, mulheres… Não! Não desistiremos mesmo. Independente dos obstáculos que surgirem.

E as criticas e as falhas que não permitiram que ficássemos na posição confortável de ganhadoras e confirmadas no accelerator desde já, vai nos ajudar a amadurecer e melhorar para garantir que nossa ideia se torne realidade. Foi muito bom conquistar a etapa em nossa universidade com muito apoio e incentivo e, tudo isso se confirmou novamente fora do nosso pais. Foi incrível viver tudo isso.

Sabemos que é um sonho grande, já foram portas abertas que não imaginávamos e queremos mais. Tudo que experimentei nos últimos dias foi incrível para me motivar a buscar mais e para confirmar que o trabalho vale a pena. Cada noite mal dormida, a vontade de chorar e largar tudo as vezes, assim como a determinação com que respiramos e voltamos ao trabalho.

É bom passar dificuldades pelo que se acredita. É bom dividir momentos com pessoas tão motivadas quanto eu. É maravilhoso tudo que deu certo. É acolhedor cada critica e incentivo com objetivo de nós aproximas do que almejamos. Fico muito feliz de ouvir que a nossa paixão fica clara no nosso olhar, assim como a nossa amizade e garra. Temos uma ideia, que queremos tornar realidade e co ela, queremos mudar o mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s